Tenho como objetivo de trabalho, tentar ver pessoas felizes, para isso procuro trabalhar com “Psicoterapia Breve”, fazendo com que, quem me procure traga o conflito que o está mais incomodando neste momento e que ele sozinho ainda não conseguiu elaborá-lo, diminuindo assim o perigo que o mesmo seja levado da MENTE ao CORPO, o que é conhecido como “Psicossomática”. Uma vez instalado no organismo, o paciente “faz” uma doença (termo este bem usado por médicos), nós (Psicoterapeuta) nada mais podemos fazer, a não ser mostrar o que se passou por trás deste conflito, que não foi elaborado, para que o mesmo evite repetir outras vezes, e neste caso o médico especialista no órgão que foi atingido, seguirá o tratamento, mas neste caso você conhecendo não permitirá a instalação do mesmo.

            Mas, se você vier nos buscar essa ajuda antes do mesmo se instalar no seu corpo, então neste caso talvez possamos ajudá-lo a elaborar o conflito (Psicologia Preventiva), se descobrirmos o que há por trás deste conflito. Então temos que deixar bem claro, que para todo este processo possa funcionar, é necessário a colaboração total do paciente, trazendo todos os dados possíveis e que o mesmo não falte ás sessões, pois não é nosso objetivo que o tratamento dure eternamente. É aí que muitas vezes a psicoterapia se eterniza e acabamos carregando o nome de “muletas”. O nosso maior objetivo, além de auxiliá-lo, é que o paciente só volte a nos procurar quando aparecer outro conflito que o mesmo não consiga elaborar sozinho, até porque temos ciência de que nós não dispomos nem de tempo e nem de dinheiro para ficar alguns anos em um só processo.


                “É PRECISO VIVER, SE DIVERTIR E SER FELIZ NA MAIORIA DO TEMPO, APROVEITANDO SEMPRE OS MOMENTOS DA NOSSA VIDA.”